O que você quer ser? [Especialista em mídias digitais não foi a minha primeira resposta] #33

Escolher uma profissão, curso e caminho a seguir na vida não costumam ser decisões fáceis. Alguns desenvolvem desde pequeno uma decisão clara e precisa. Outros necessitam experimentar algo a mais para chegar lá. No meu caso, as coisas aconteceram naturalmente, sem pretensão de um nome de curso ou profissão específica.

Se esse é seu caso, não se desespere. Isso pode ser bom! Quem sabe, não seja um sinal de que você gosta das temáticas ligadas a inovação?

Para mim, o sinal foi bem claro. Hoje tenho duas formações, especialidade em Comunicação em Mídias Digitais, Gestora de TI(tecnologia da informação) e um leque de oportunidades e desafios:

Ponto 1:

Ser Gestora de TI (Tecnologia da Informação) é otimizar o uso da tecnologia dentro de um ambiente. É ter habilidade de unir as informações disponíveis para gerar um conhecimento de valor para todos os que tem acesso. Mas afinal, o que é tecnologia? É a arte de usar técnicas para melhorar a execução de uma tarefa ou mesmo a arte de criar novos passos para se chegar ao objetivo desejado. É ir além do saber lidar ou criar ferramentas, é uma oportunidade de contribuir para uma sociedade capaz de se comunicar de modo mais claro e sem ruídos. Para isso, é necessário sinergia entre a equipe e investimento constante no aprendizado.

Ponto 2:

Vivemos numa era em que as coisas são instantâneas e devemos tomar cuidado para que não fiquem artificiais demais. E esse é um dos motivos que optei também pela especialidade no nicho: comunicação em mídias digitais. Além de ser Gestora de TI, por formação, sou também especialista em mídias digitais, ou seja, estudo a forma de comunicação guiada, principalmente, pelo computador. Faz parte da rotina: pesquisar, estudar o público, tendências, planejar, produzir conteúdo, revisar, monitorar, analisar e definir métricas.

Ponto 3:

Tem sido muito interessante ver o comportamento e o uso das mídias digitais como estratégias de otimização na comunicação entre as pessoas e organizações. Trabalhar nessa área é inspirador, é questão de você ter aquele insight e por tudo em ação. É simplesmente, modelar com a criatividade e métodos digitais um mundo mais sustentável.

Ponto 4:

Encontre e faça diariamente a sua obra. As oportunidades são criadas por você. Não precisamos de nomes de cursos, profissões e regras limitantes para colocar em prática nossos talentos. O trabalho com qualidade vai nascendo a medida em que praticamos. Paciência, determinação e espírito de eterno aprendiz ajuda muito no processo.

Agora, dá o play no 1 em 60

 

Gostou do texto de hoje? Deixe sua opinião nos comentários.

Beijos, Brasil

Rate this post


  1. Um bom texto para pensar sobre profissões. Obrigada Jessica.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *